16 fatos sobre soltar puns que você provavelmente não sabia

Compartilhe com as pessoas queridas:

soltar puns

É interessante pensar que a flatulência (sim soltar puns) é considerada embaraçosa e hilária (dependendo das circunstâncias, é claro). No entanto, a maioria dos seres humanos não pensa muito sobre a ciência e os fatos por detrás da flatulência, o que é trágico, porque estes são ainda mais interessantes do que os cenários mencionados acima.

1. A maioria das pessoas solta puns o suficiente todos os dias, para encher um balão com o gás que é gerado.

Mais especificamente, o ser humano, em média, emite aproximadamente 700 ml de gás diariamente. Isso é mais do que suficiente para inflar um balão, mas não é aconselhável substituir o hélio dessa maneira.

2. Os puns das mulheres geralmente têm um cheiro pior do que o dos homens.

De acordo com a ciência, os gases das mulheres têm um teor de sulfeto de hidrogênio mais alto quando comparados com os dos homens. No entanto, às vezes essa diferença inerente pode ser superada se alguns homens consumirem grandes quantidades de feijão e outros alimentos que produzam uma flatulência particularmente pútrida.

3. A liberação dos puns podem ser cronometradas.

De acordo com uma pesquisa, a flatulência voa de suas entranhas a aproximadamente 11 quilômetros por hora, ou 3 metros por segundo. É claro que infelizmente o nariz humano pode detectar esses gases virtualmente de forma instantânea.

4. A maioria das pessoas solta puns pelo menos 12 vezes por dia.

Saber disso fará com que muitas pessoas, que pensam que soltam muitos gases, se sintam muito melhores. No entanto, ainda pode não fornecer confiança suficiente, para que todos possam admitir a quantidade de vezes que deixam gases escaparem todos os dias.

5. A flatulência contém sulfeto de hidrogênio.

Mesmo que a maioria dos gases humanos seja composta apenas por cerca de 1% de sulfeto de hidrogênio, isso é suficiente para cheirar desagradável a algumas pessoas. No entanto, a maioria das pessoas, em média, não nota quando alguém libera os gases (se não os ouvir!).

6. Soltar puns é saudável.

Se você liberar gases aproximadamente 12 vezes por dia (mais ou menos), então esta é uma forte indicação de que seu sistema digestivo está funcionando bem. Porém, você deve consultar o seu médico, se você costuma liberar muito menos que isso.

7. O ato de soltar puns perdeu sua liberdade ao longo do tempo.

O imperador romano Cláudio proclamou que “todos os cidadãos romanos deveriam ser autorizados a passar gás sempre que necessário.” Mesmo que a versão moderna dessa ideologia seja cativante – “onde quer que você esteja, deixe o vento soprar livremente” – a sociedade moderna definitivamente tem regras mais rigorosas e expectativas, quando se trata de passar o gás.

8. Os antigos tinham competições de puns.

Foi escrito que os antigos japoneses realizavam “concursos de puns”: quem podia soltar um pum mais alto e com uma duração maior era declarado vencedor. Além disso, o médico grego Hipócrates argumentou que “passar gás é necessário para o bem-estar”.

9. Existe um dispositivo especial para medir o volume da flatulência.

Cateteres retais são utilizados pelos pesquisadores para determinar o volume de gás em qualquer pum liberado. Para fazer uma medição precisa, eles devem inserir um tubo na extremidade traseira do paciente, antes da liberação dos gases.

10. É fisicamente impossível soltar um pum em águas profundas.

A pressão subaquática em profundidades de pelo menos 10 metros impede que os gases digestivos formem bolhas. Isso pode resultar em excesso de acúmulo, o que pode ser desconfortável para os mergulhadores.

11. Existe uma cueca supressora de puns.

Shreddies faz roupas de baixo com almofadas forradas a carvão para amortecer a intensidade dos cheiros dos puns.

12. O volume do seu pum depende do aperto do seu esfíncter.

Quanto mais apertado for o esfíncter, mais alto é o pum. Isto se dá principalmente porque é mais difícil para o gás passar tão rapidamente quanto gostaria.

13. Bebidas carbonatadas e chicletes geram puns quando consumidos.

Algumas pessoas acham que esses são mitos urbanos, mas geralmente essas são pessoas que soltam puns com muito mais frequência do que o ser humano comum.

14. Humanos soltam puns enquanto dormem.

Na verdade, a maior parte da flatulência ocorre enquanto as pessoas estão dormindo.

15. Alguns insetos e animais são liberadores crônicos de puns.

Os cupins soltam puns mais do que qualquer outro ser, os camelos mais que qualquer outro mamífero, e as zebras e o gado muito mais do que a maioria dos animais.

16. Hitler era um liberador crônico de puns.

Ele tinha hepatite e cãibras gastrointestinais, e isso contribuiu para sua flatulência crônica. Ele tomava 28 medicamentos diferentes para combater esse problema.

(Fonte)

Parabéns, agora você sabe mais sobre a flatulência do que a maioria dos humanos.


Compartilhe com as pessoas queridas: