3 descobertas bizarras na Terra que não podem ser explicadas

Compartilhe com as pessoas queridas:

Temos que admitir que o nosso planeta é muito mais bizarro do que qualquer um de nós pode imaginar. Há inúmeras descobertas que têm sido feitas por todo o globo, as quais desafiam uma explicação. Algumas delas são taxadas de impossíveis e categorizados como farsas elaboradas, só porque ninguém foi capaz de explicá-las de forma precisa. Mas lembre-se, só porque algo é fora da norma e impossível de ser explicado não significa que seja uma farsa.

Algumas coisas são simplesmente inexplicáveis porque os pesquisadores que tentam compreendê-las as abordam com suas mentes fechadas. Para compreender de forma completa tudo que desafia uma explicação, devemos estar dispostos a aceitar que qualquer coisa seja possível.

1.  Garra do Monte Owen Moa

Garra-Moa

Pé preservado de Megalapteryx (moa), Musei Natural de História. (Wikimedia Commons)

Esta fascinante garra foi descoberta nas cavernas do Monte Owen Moa, na Nova Zelândia. Acredita-se que esta garra, extremamente bem preservada, tenha pertencido a um pássaro que não podia voar e que já está extinto há 3 mil anos.

Como o site cracked.com indica, a história por detrás desta descoberta parece ser um filme clássico de horror: Ela foi descoberta numa caverna na Nova Zelândia em 1863, por James Campbell. Então, sem explicação, ela desapareceu por alguns anos, até reaparecer e ser vendida pelo tataraneto de Campbell para o diretor do Museu Dominion de Wellington.

De garras para dedos gigantes.

 

2. Enorme dedo de 38 centímetros descoberto no Egito.

Dedão-do-Egito

Esta é uma das descobertas mais estranhas no Egito. De fato, em 1988, umas das principais agências de jornal da Europa, a BILD.DE, publicou um artigo sobre o dedo enigmático.

Sem dúvida, um dedo muito feio.

De acordo com muitos, que dedo é uma farsa, mas os testes de raio-x e o certificado de autenticidade contam uma história diferente.

Os restos deste dedo são impressionantes; ele é um enorme dedo humanoide mumificado que tem 38 centímetros de comprimento. Pesquisadores do Egito acreditam que ele tenha pertencido à uma criatura que tinha mais de 5 metros de altura. Somente algumas poucas pessoas conseguiram imagens deste incrível artefato em 1988.

Numa entrevista com a BILD.DE, Gregor Spörri, uma pessoa que viu o dedo declarou ao público em 2012:

Ele estava em um pacote retangular, cheirava mofo.

Fiquei totalmente surpreso quando vi o gigante dedo marrom escuro. Fui permitido de segurá-lo e também de tirar fotos. Uma cédula de dinheiro foi colocada ao lado dele para se ter ideia de tamanho. O dedo dobrado estava aberto e coberto com mofo seco.

Pesquisadores têm opiniões conflitantes quando se trata desta relíquia misteriosa da antiguidade. O maior problema é que o dedo não se encaixa em quaisquer teorias convencionais apresentadas pelos arqueólogos e historiadores. Eles simplesmente acham que é impossível.

 

3. A grande esfinge: Um mistério sem fim

Esfinge

Vamos permanecer no Egito e dar uma olhada em um dos monumentos mais misteriosos encontrado na terra dos faraós.

A grande Esfinge de Gizé é talvez o monumento mais misterioso da terra. Por que? Porque de todos os monumentos encontrados no Egito, a grande esfinge é sem dúvida uma das estruturas mais enigmáticas, a qual ninguém tem sido capaz de explicar completamente.

Ninguém sabe a idade exata da Esfinge; ninguém sabe quem a construiu, por que ela foi construída, e que enormes câmaras, cavidades e túneis estão escondidos abaixo dela.

Sua idade é provavelmente o assunto mais disputado.  Alguns argumentam que ela data de antes da civilização egípcia antiga, outros declaram que não só ela pré-data a civilização egípcia, mas também tem pelo menos 800 mil anos.

Só não dá para entender poque ninguém escavou a areia ao seu redor para revelar essas possíveis câmaras e túneis.

eak

Fonte

Termos recentes de pesquisa:


Compartilhe com as pessoas queridas: