A funcionária que perdeu o emprego por uma boa ação obtém um emprego melhor

Compartilhe com as pessoas queridas:

perdeu o emprego por uma boa ação

Em um exemplo impressionante de justiça poética, uma adolescente dos EUA, que foi demitida de uma loja de conveniência 7-Eleven por dar uma xícara de café a um homem desabrigado, conseguiu um novo emprego em dias – em uma organização de serviços para pessoas sem-teto.

Ava Lins, de 19 anos, disse ao Yahoo! Shine:

Minha lição aprendida é que boas ações tem retorno.

Faça o que você acredita ser a coisa certa, e defenda o que você acredita. Somente coisas boas virão disso.

A história começou quando Ava, uma funcionária do 7-Eleven em Salem, no estado de Massachusetts – EUA, diz que começou a conversar com um cliente sobre como ele não sabia onde ele iria dormir naquela noite gelada.

Ava, que imediatamente demonstrou empatia, devido às suas próprias lutas recentes estando desabrigada, deu-lhe uma pequena xícara de café.

“Ele influenciou diretamente na minha decisão”, diz ela.

Quando o dono do estabelecimento, Romany Youseff, apareceu e alegadamente abordou o homem, exigindo saber se ele havia pago, Lins mentiu e disse a seu chefe que sim.

Ela confessou no dia seguinte e pagou pelo café de US$1, mas ela diz que logo foi demitida.

Foi quando Ava, quase sem dinheiro e querendo seu trabalho de volta, foi para as redes sociais e contatou as estações de notícias locais para publicar sua história.

Elogios e ofertas de emprego começaram a vir, inclusive uma mensagem no Facebook da instituição Citizens for Adequate Housing, em Peabody.

Corey Jackson, diretor executivo da instituição, disse ao Yahoo! Shine:

Nossa missão é restaurar a esperança e a dignidade das famílias desabrigadas, e o que ela conseguiu fazer com uma simples xícara de café foi exatamente isso. Foi muito inspirador.

Queremos mais disso no mundo.

Corey pediu pelo currículo da Ava, já que sua organização estava prestes a listar uma abertura de vaga para um cargo de assistente administrativo para meio período. Ela respondeu imediatamente, fez uma entrevista na terça-feira, e saiu com o cargo, que começou na quarta-feira.

“Nós a amamos”, diz Corey, acrescentando que ele espera que o trabalho se desenvolva em uma posição maior para a Ava. “Eu sinto que isso tudo encaixou por algum motivo”.

Quanto a Romany, após ter dito à WCVB que ele não podia permitir que funcionários como Ava ‘roubassem’, agora disse a vários veículos de comunicação que estava disposto a esquecer o incidente do café, e que Ava poderia ter seu trabalho de volta.

Contactado pelo Yahoo! Shine, Romany disse:

Ela está mentindo em sua história. Eu não a despedi.

A reação das redes sociais tem apoiado Ava. Tweets sobre o tópico incluem: ‘O dono da loja 7-Eleven foi cruel e sem coração!’ E os comentários do Facebook, particularmente os da página 7-Eleven, foram semelhantes.

“Isso foi simplesmente cruel e desumano, para não mencionar ganancioso”, escreveu um crítico. Enquanto isso, um fã de Ava escreveu em sua página que ela era “ma bênção de Deus fazendo o que ela fez para ajudar uma pessoa sem-teto”.

De qualquer maneira, Ava diz que não queria continuar trabalhando para Romany e que ela está entusiasmada com o resultado – especialmente depois de ser expulsa da casa de sua mãe aos 18 anos de idade, durante o que ela chama de ‘um momento ruim na minha vida’.

Ela passou algum tempo vivendo em seu carro e dormindo no sofá em apartamentos de amigos e agora está morando com seu namorado. Ava diz que está pronta para se concentrar na defesa dos desabrigados.

“Estou tão animada para ser parte de sua causa”.

(Fonte)


Compartilhe com as pessoas queridas: