Até os alunos mal comportados se uniram para ajudar este professor

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

Todo mundo sabe que a carreira de um professor não é fácil, especialmente se o dinheiro está curto, mas quando alunos de bom coração encontraram uma solução para os problemas financeiros de seu professor, o resultado foi espetacular.

O professor do ensino médio, Bruno Rafael Paiva, de Brejo Santo, Brasil, iniciou recentemente seu trabalho de sonho de ser um educador. Como ele esperava, o trabalho era difícil por causa do comportamento dos alunos, baixos salários e longas horas. Mas tudo ficou ainda mais difícil pelo fato de que seu primeiro salário foi adiado por mais de dois meses.

Após o segundo mês, sua condição financeira piorou até que ele foi forçado a dormir no sofá de seu amigo.

alunos mal comportados se uniram para ajudar este professor

Paiva escreveu no Facebook:

Vida de professor não é fácil. O estado faz você trabalhar muito pra receber tudo de uma vez e você precisa segurar as pontas sozinho. Esse mês quando vi que não ia receber depois de um mês e meio de trabalho, vi tudo ficar preto, afundei na depressão preocupado e perdido sem saber como ia pagar as contas e ajudar minha família que está de mudança e com muitas das barreiras da vida

No entanto, quando seus alunos descobriram isso, eles criaram uma rifa para arrecadar dinheiro para seu amado professor.

Os jovens conseguiram juntar R$ 400 (cerca de dois terços do salário mensal de Paiva).

Como forma de surpreendê-lo com o presente, os alunos – em pares – escreveram desculpas e agradecimentos por seus esforços em torno da sala de aula. Quando Paiva chegou para a aula, pediram que ele contornasse a sala e encontrasse os papéis para que ele pudesse lê-los em voz alta.

A última nota pedia-lhe para abrir uma caixa na sua mesa. Quando ele viu o dinheiro na caixa, ele começou a chorar. Seus alunos imediatamente correram para abraçá-lo.

Ironicamente, Paiva mencionou que aquela turma é a que menos se comporta, mas a mais doce que ele tem. Cheio de amor por seus alunos, ele disse que eles “são o futuro que eu quero sempre acreditar.”

Paiva escreveu:

Tenho muitas salas que amei de coração ser professor, mas nunca nenhuma sala demonstrou tamanho amor, ajuda e carinho por meu trabalho de professor como o 1° #Edificações fez hoje. São alunos como eles, que me fazem ainda acreditar na Educação do país, acreditar no amor ao próximo, na compaixão de se colocar no lugar do próximo, e acreditar principalmente, no respeito e amor do aluno para com o #Professor de sua escola.

MUITO OBRIGADO 1° EDIFICAÇÕES!!!
VOCÊS SÃO O FUTURO QUE EU QUERO SEMPRE ACREDITAR

 

Realmente emocionante a atitude destes alunos.


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)