“Cápsula do Tempo” é encontrada em estátua de Jesus – bem onde você nem esperaria

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

Cápsula do Tempo é encontrada em estátua de Jesus

Ao restaurar uma estátua do século XVIII, os historiadores espanhóis encontraram o que parece ser uma cápsula do tempo em um lugar improvável – nas nádegas de uma estátua.

A estátua retratou a imagem de Jesus Cristo durante a crucificação e estava pendurada na igreja de São Águeda, no norte da Espanha. A estátua centenária estava começando a mostrar rachaduras e estava soltando de sua cruz, explicou Gemma Ramírez.

Gemma é uma restauradora com o grupo Da Vinci Restauro, com sede em Madri, que trabalhou para manter a estátua em boas condições. Foi quando eles estavam levantando a estátua para uma mesa de trabalho, disse Gemma, que eles primeiro notaram que algo estava dentro.

Quando eles removeram uma seção da estátua esculpida, Gemma e sua colega descobriram que o fundo oco da obra de arte continha um documento, que detalha a vida na Espanha do final do século XVIII.

Duas cartas manuscritas, amareladas pela idade, estavam dentro. Elas são datadas de 1777 e assinadas por Joaquín Mínguez, um capelão da catedral de Burgo de Osma.

Em suas cartas, Joaquín pinta uma imagem da atividade econômica e cultural do dia-a-dia da região. O capelão primeiro observa que a estátua foi criada por um homem chamado Manuel Bal, que criou outras obras de madeira para igrejas na região. Ele então descreveu ter colhido, com sucesso, vários grãos como: trigo, centeio, aveia e cevada.

Joaquín também menciona doenças como a febre tifóide, que assolou a aldeia durante este período, mas acrescenta que baralhos e bolas eram usados ​​para entretenimento.

Fora da vida da aldeia, Joaquín detalha o clima político da Espanha. Ele escreve que o rei Carlos III está no trono, e que o tribunal espanhol está em Madri. A carta ainda contém uma menção à inquisição espanhola mortal, que durou de 1478 a 1834.

A natureza geral e abrangente das cartas de Joaquín significa, que ele provavelmente pretendia que elas fossem uma espécie de cápsula do tempo, para as gerações futuras, disse o historiador, Efren Arroyo, ao jornal espanhol El Mundo. Efren acrescentou que é incomum encontrar artefatos escondidos dentro das estátuas da igreja.

É uma das descobertas mais surpreendentes feitas pelo grupo de restauração, dizem eles. A equipe já trabalhou na restauração de pinturas antigas, estátuas e móveis antigos.

As cartas recuperadas foram enviadas ao arcebispo de Burgos, onde serão arquivadas. Uma cópia foi feita e colocada de volta nas nádegas, para preservar a intenção de Joaquín.

Veja como as cartas foram resgatadas:

 

(Fonte)


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)