Sobrevivente de abuso doméstico casa com paramédico que a salvou

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

Em 2012, Melissa Dohme, moradora da Flórida, tornou-se vítima de um ataque doméstico brutal. O ex-namorado dela, Robert Lee Burton Jr., esfaqueou-a 32 vezes, deixando a jovem para morrer.

Depois que duas pessoas que ali passavam chamaram o serviço de emergência, o paramédico Cameron Hill foi o primeiro a chegar na cena. Ele disse ao jornal Tampa Bay Times que “não conseguia ver que ela era loira” porque estava toda encharcada de sangue. Cameron ressuscitou a mulher várias vezes depois que ela parou de respirar, durante a viagem para o hospital.

Melissa passou anos se recuperando, precisando de fisioterapia e de fonoaudiologia extensiva. E ela só conseguiu seguir em frente por causa de alguém especial.

Após dois meses se recuperando, Melissa se encontrou com o paramédico para agradecê-lo por salvar sua vida. Dentro de alguns meses, os dois estavam namorando. “Quando lembro daquela noite, não consigo pensar que foram só coisas ruins, porque eu conheci Cameron”, disse a jovem para o jornal Tampa Bay Times.

E em 2015, 3 anos após o terrível ataque, Melissa comemorou jogando o primeiro arremesso de bola no jogo de baseball de Tampa Bay Rays. O que ela não sabia, é que tinha sido tudo planejado para um pedido de casamento por Cameron.

paramédico

E é claro que ela disse sim.

E depois de dois anos noivos, Melissa finalmente se casou com o homem que salvou sua vida, em uma cerimônia impressionante em Dade City, Flórida. Os dois se casaram na presença de 200 amigos e familiares, bem como os bombeiros, os primeiros socorristas e os médicos que ajudaram no dia do ataque.

O dois esperaram até que Melissa se recuperasse da sua cirurgia reconstrutiva final, para que ela ficasse ainda mais linda no dia do casamento.

Embora tivesse passado anos de dor, ela disse ao Good Housekeeping que tudo valeu à pena.

”Eu nunca iria querer passar por aquele ataque horrível novamente, mas vendo como estou hoje, eu não mudaria nada.

Isso me transformou na mulher forte que sou hoje e também me levou a encontrar meu propósito como Defensora da Prevenção da Violência Doméstica.

Eu sei que Deus me salvou naquela noite para poder falar pelas mulheres que estão sofrendo em silêncio, e por aquelas que foram silenciadas para sempre porque seu agressor conseguiu tirar a vida delas.

Eu também nunca teria conhecido Cameron se não fosse por isso, então eu acredito que foi o destino que nos uniu.”

Ela descreveu o casamento como sendo um momento de círculo completo, começando no pior dia de sua vida e terminando no melhor. Ela tem uma única mensagem para as vítimas de abuso doméstico:

”A vida e o amor após o abuso é possível.”

n3m3

Fonte


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)