Novo tratamento de células-tronco pode curar a doença de Parkinson

Compartilhe com amigos! Obrigado

doença de Parkinson

Uma excelente notícia para as pessoas que sofrem com a doença de Parkinson e seus familiares. Um novo tratamento pioneiro com células-tronco, com o ‘potencial para curar a doença de Parkinson’, foi elaborado por pesquisadores.

Em testes em macacos de laboratório, cientistas japoneses conseguiram restaurar células nervosas, destruídas por uma condição semelhante. Nos seres humanos, a doença provoca uma perda progressiva de neurônios, que liberam a dopamina do transmissor do nervo vital que controla o movimento.

Os especialistas aprovaram as descobertas, divulgadas pela Universidade de Kyoto, citando o estudo inovador como sendo ‘extremamente promissor’.

Acredita-se que a equipe de cientistas esteja apenas a poucos passos de testar o tratamento com células-tronco, em testes clínicos. O autor principal, Professor Jun Takahashi, disse que esperam começar a procurar por pacientes adequados, nos próximos 15 meses.

 

Como o estudo foi realizado?

Para a pesquisa, publicada na revista Nature, 11 macacos, com uma versão induzida artificialmente da doença, foram testados.

Eles mostraram uma melhora significativa, apenas dois anos após ter células-tronco especiais, que emitiram dopamina transplantada nos cérebros deles. Antes de receberem o tratamento, eles apresentaram sintomas semelhantes aos dos humanos, inclusive tremores e equilíbrio prejudicado.

Alguns dos macacos receberam células iPS, derivadas de pacientes com Parkinson humano e doadores saudáveis. As tomografias do cérebro confirmaram que as células estavam funcionando como esperado e não desencadeando uma resposta imune prejudicial.

Uma descoberta chave da pesquisa foi que nenhum tumor apareceu – um risco reconhecido de terapias experimentais de células-tronco.

O Dr. Tilo Kunath, pesquisador de Parkinson, financiado pelo Reino Unido no Centro de Medicina Regenerativa do Conselho de Pesquisa Médica, deu boas-vndas aos resultados.

Ele disse:

Esta é uma pesquisa extremamente promissora, demonstrando que uma terapia celular segura e altamente eficaz para Parkinson, pode ser produzida no laboratório.

Tal terapia tem o potencial de reverter os sintomas de Parkinson em pacientes, restaurando seus neurônios produtores de dopamina.

O próximo estágio será testar essas terapias em um primeiro teste clínico humano.

 

O que é a doença de Parkinson?

A doença de Parkinson afeta uma em cada 500 pessoas. Ela causa rigidez muscular, lentidão de movimento, tremores, distúrbios do sono, fadiga crônica, perda de qualidade de vida e pode causar uma incapacidade severa.

Realmente será uma grande vitória da medicina acabar com este mal que afeta tantas pessoas.

eak

Fonte


Compartilhe com amigos! Obrigado