Ele estava sendo perseguido por uma porca e então chamou a polícia

sendo perseguido por uma porca

Uma porca foi levado sob custódia pela polícia após ser acusada de perseguir um humano, que ficou tão perplexo com sua perseguidora de quatro patas que telefonou para o número de emergência para denunciá-la.

“Sim”, disse a polícia, “uma porca.”

O caso incomum se desenrolou na manhã de sábado (19/6/2018), quando um homem ligou para o número de emergência e disse que estava sendo seguido a caminho de casa, de uma estação de trem em Ohio.

Ele fez uma chamada de emergência surreal.

“Polícia de North Ridgeville”, respondeu a despachante.

“Uh, oi, eu estou andando da estação de trem Elyria para minha casa em North Ridgeville e uma porca acabou de chegar e começou a me seguir”, disse o interlocutor.

Despachante: “Uma porca, você disse?”

Cidadão: “Sim”. Parece muito interessado em ficar comigo, então. . .”

A despachante riu, depois se recompôs e disse ao homem que mandaria um policial para o local.

O departamento de polícia de North Ridgeville mencionou mais tarde, que estava no mínimo, um pouco cético sobre a chamada.

De acordo com a polícia, o homem disse que “ele estava sendo seguido por uma porca e não sabia o que fazer”.

“Uma porca. Ceeertooo”, escreveu o departamento em um post alegre no Facebook.

Mas, você sabe, proteger e servir é tudo, e assim, a polícia disse, “o turno da noite respondeu a um cara obviamente bêbado voltando para casa do bar às 5h26 da manhã. Ele estava, pelo menos, bêbado o suficiente para chamar a polícia enquanto alucinava. ”

Todavia. . .

“Na chegada, eles encontraram um homem muito sóbrio andando na direção leste, em Center Ridge, perto de Maddock Rd. da estação de trem Amtrak, em Elyria, não do bar. Ah, e ele estava mesmo sendo seguido por uma porca. ”

Então, o que as autoridades fizeram? A única coisa lógica: eles colocaram o animal na parte de trás de um carro de patrulha e o levaram para um canil, onde seus donos poderiam encontrá-lo.

Ryan Singley, o interlocutor que relatou a estranheza, disse ao canal ABC NEWS, que o animal era amigável.

“Ela estava ficava perto de mim, esfregando-se contra as minhas pernas, e estava tentando subir minhas pernas para me fazer acariciá-la”, disse ele à estação, acrescentando que o animal parecia bem-humorado.

“Ela era muito doce e agradável, e o oficial levou tudo numa boa”, disse Singley.

O Capitão da Polícia de North Ridgeville, Marti Garrow, disse ao The Washington Post na segunda-feira, que a porca é o animal de estimação de alguém e que fugiu de seu cercado no quintal.

Garrow disse que os policiais levaram o animal para um canil até que seus donos pudessem pegá-lo.

A porca, identificada pela polícia como Zoey (ou talvez Zoe), foi devolvida à sua casa, disse ele.

(Fonte)

Compartilhe com as pessoas queridas: