Esse menino estava sofrendo bullying na escola e seu pai foi ter uma palavra com o valentão

Estudos mostram que 1 em cada 4 crianças são vítimas de bullying na escola. É um problema comovente que nem sempre recebe atenção suficiente das administrações escolares e os pais muitas vezes precisam lidar com esses problemas por conta própria. Isso é exatamente o que aconteceu com o pai de três filhos, Aubrey Fontenot, de Houston, Texas, quando seu filho de 8 anos, Jordan, revelou que estava sendo intimidado. A escola não ajudava o menino, mas, felizmente, o pai de Jordan sabia exatamente o que fazer.

Em vez de enfrentar com raiva o valentão, Tamarion, Aubrey decidiu passar algum tempo com ele e apenas conversar. O pai preocupado conseguiu se comunicar com o garoto e depois de uma conversa de coração para coração, Aubrey descobriu que Tamarion foi intimidado por não ter roupas limpas e não ter um lar. Embora não haja desculpas para o bullying, Aubrey logo percebeu que esse jovem precisava de ajuda. Comprou algumas roupas novas para Tamarion e depois sentou-se com o filho para conversar sobre o bullying. Logo depois, os dois meninos estavam jogando videogames juntos.

Aubrey postou a história no Twitter e rapidamente se tornou viral como um exemplo de como um pouco de compaixão pode ser a solução. Além disso, o pai criou uma campanha Go-Fund-Me para o Tamarion e, em 4 dias, US$24.210 foram arrecadados para a família do jovem rapaz. Aubrey não só conseguiu impedir que seu filho fosse maltratado, mas também ajudou a transformar a vida do valentão que atormentava seu filho! Veja abaixo como esta história inspiradora se desenrolou:

Conheça Aubrey Fontenot de Houston, Texas, que merece ser chamado de pai do ano!

Esse menino estava sofrendo bullying na escola e seu pai foi ter uma palavra com o valentão

Depois que seu filho de oito anos de idade revelou que ele está sendo intimidado na escola, Aubrey, em vez de enfrentar o valentão com raiva, decidiu passar algum tempo com ele e conversar.

O valentão revelou que ele é intimidado também por não ter roupas limpas e ser desabrigado.

Então Aubrey decidiu fazer a coisa mais inesperada – ele comprou para o menino roupas novas.

Mais tarde, o pai sentou-se com o filho para conversar sobre o bullying.

Logo depois, os dois meninos estavam jogando videogames juntos!

Aubrey criou uma campanha Go-Fund-Me para o Tamarion e em 4 dias US$ 24.210 foram arrecadados para a família do garoto, na esperança de mudar sua vida.

(Fonte)

Quantos pais teriam a coragem de fazer o que este pai fez, se seus filhos estivessem sendo intimidados na escola por um valentão?

Parabéns a ele pela coragem e compaixão.

Compartilhe com as pessoas queridas: