Esta pequena ilha tem o maior e mais pesado dinheiro do mundo

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

Ninguém sabe exatamente quando o povo de Yap, uma minúscula ilha da Micronésia, começou a usar discos gigantes de calcário como dinheiro, mas seu dinheiro de pedra original tem estado por aí há séculos e ainda está em circulação hoje.

As ilhas da Micronésia usam o dólar americano como moeda oficial, mas na ilha de Yap as pessoas também usam uma forma muito incomum de dinheiro – discos gigantes de calcário, alguns dos quais pesam mais do que um carro. Há centenas desses discos espalhados por toda a ilha, alguns localizados fora dos hotéis, outros armazenados nas profundezas da floresta, mas a maioria deles são mantidos em bancos de dinheiro de pedra localizados em praticamente todas as aldeias. Há cerca de 13 mil discos de pedra em circulação no Yap, com diâmetros de 30 a 3,50 metros, sendo os maiores considerados os mais valiosos.

o maior e mais pesado dinheiro do mundo

Foto: Bartosz Cieślak / Najlepsze Nurkowania

“Não está muito claro quando aconteceu, mas tradições falam sobre um famoso navegador que viajou para Palau e lá encontrou calcário”, diz o Dr. Scott Fitzpatrick, um professor adjunto de Antropologia na Universidade de Oregon, comentando sobre como o dinheiro de pedra veio a ser utilizado. “O navegador disse a seus homens para cortá-lo na forma de um peixe. Então ele olhou para a lua cheia e a pedra lembrou a cor brilhante da lua. Então ele ordenou aos seus homens que cortassem a pedra em forma de um disco e a perfurassem para que pudessem carregá-la com uma madeira no meio. ”

Não demorou muito para os discos de calcário serem extraídos de mais de 400 km de distância, e serem vistos como uma forma de moeda em Yap. No início, eles foram oferecidos como presentes, mas como mais e mais pessoas decidiram que eles eram valiosos, os discos de pedra começaram a ser usados ​​como dinheiro. O tamanho foi o principal fator para estabelecer seu valor, mas certamente não foi o único critério.

Foto: Abasaa / Wikimedia Commons

“As tradições por trás de cada peça foram extremamente importantes na estimativa de seu valor. Em um ponto no tempo, cada moeda de pedra tinha seu próprio pedigree ”, disse o Dr. Fitzpatrick. “Se um navegador específico estivesse envolvido em trazer um pedaço de dinheiro de pedra, isto poderia ser mais valioso; se muitas pessoas morressem tentando obter essas peças, elas poderiam ser valiosas…”

Uma característica interessante do dinheiro de pedra é que ele raramente muda de mãos, pelo menos no caso dos discos realmente grandes. Algumas dessas coisas pesam várias toneladas, então é praticamente impossível e bastante arriscado para as pessoas tentarem movê-las. Em vez disso, concordou-se que, mesmo que a localização do dinheiro permanecesse a mesma, os proprietários poderiam mudar. Na verdade, as pedras nem precisavam estar na ilha, nem mesmo acessíveis, para ter valor.

De acordo com uma história, uma equipe estava trazendo um grande disco de calcário para a ilha quando seu barco foi atingido por uma forte tempestade. O valioso dinheiro de pedra acabou no fundo do oceano, mas a tripulação chegou à ilha e contou a todos o que havia acontecido. Decidiu-se que o dinheiro ainda era bom e a família que o transportara de Palau era a proprietária. Hoje, mais de um século depois, há alguém em Yap que possui esse disco, mesmo que ninguém o tenha visto desde o dia em que afundou.

Outra coisa importante a saber sobre a moeda gigante do Yap é que nunca foi usada como moeda do dia-a-dia, mas sim mais como uma versão do ouro da ilha. Ela era usado apenas para transações importantes, como pagar o dote de uma filha ou em situações extremas, como trocá-las por comida, caso algo acontecesse com as colheitas de uma família.

Hoje, os discos gigantes de pedra calcária de Yap são usados ​​em livros de economia como um exemplo clássico do que o dinheiro realmente é.

Poderíamos pensar que isso é loucura. Por que as pessoas da ilha valorizam o calcário? ”llan Layton, professor de economia da Universidade de Southern Queensland, disse à Rádio Austrália:

Bem, por que as pessoas em outras sociedades valorizam prata ou ouro? Ou pele de castor ou papel bem colorido? É realmente notável que todos os membros da comunidade aceitem que este é o nosso meio de troca, uma moeda. É realmente um salto de fé.

(Para instruções de como ativar a legenda em português, embora não ela não seja exata, clique aqui):

(Fonte)

Acho que o dinheiro usado pelo resto do mundo é um pouco mais prático, embora aparentemente cause mais cobiça…

 


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)