Há vida após a morte? Mais duas pessoas acreditam que sim

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

há vida após a morte

Julie Alexander escreveu o seguinte artigo para o site humansarefree.com:

O que acontece quando morremos? Sabemos que nossos corpos físicos se decompõem. Aonde vai a nossa alma? Para onde nossas memórias e nossos sentimentos se afastam, eles se decompõem junto com nossos corpos?

Quando você vê um cadáver, não se parece com a pessoa que você já conheceu. Falta algo, o corpo já não tem alma. É um invólucro sem vida, que não é mais útil.

Anita Moorjani e Eben Alexander tiveram experiências de quase morte e ambos passaram por outro plano de existência.

Anita Moorjani estava morrendo de câncer e em seu leito de morte, quando ela entrou em coma e sentiu a vida após a morte, ela se encontrou com seu pai mais uma vez e queria ficar com ele.  Ela disse que sentiu-se em um estado de amor incondicional e ficou muito feliz, e ela não queria voltar para o corpo com câncer; ela queria ficar onde ela estava para todo o sempre.

Seu pai disse que ainda não era seu tempo. Ela decidiu voltar e em alguns dias o câncer estava deixando seu corpo. Seus médicos ficaram surpresos. Ela finalmente fez uma recuperação completa.

Ela podia lembrar muitas coisas que aconteceram enquanto estava em coma, conversas que se mantinham em outros quartos longe de sua audição. Essa experiência mudou sua vida para sempre.

O Dr. Eben Alexander não acreditava nas experiências de quase morte, até que ele passou por uma. Ele é um neurocirurgião altamente treinado, sabia que as experiências de morte eram reais, mas pensava que eram simplesmente fantasias produzidas por cérebros sob estresse extremo.

O próprio cérebro do Dr. Alexander foi atacado por uma doença rara, que afetou a parte que controla os pensamentos e as emoções, ele se deitou em coma por 7 dias.

Enquanto seu corpo estava em coma, ele viajou além deste mundo e encontrou um ser angelical que o guiava para os mais profundos domínios da existência. O Dr. Alexander agora acredita que a morte não é o fim da existência pessoal, mas apenas uma transição.

Somos informados de que existem muitas dimensões. Estamos atualmente na 3ª dimensão. Seria a morte somente a mudança de uma dimensão para outra?

O que são nossas almas? Elas são o universo tentando dar sentido a si mesmo? As nossas almas continuam experimentando vidas diferentes, para que o universo possa aprender?

Num planeta de 3ª dimensão, precisamos de um corpo de forma física para experimentar a realidade. Nas dimensões mais altas, talvez não precisemos de uma forma física. Talvez nossas almas possam criar qualquer forma que desejarem, talvez sejam apenas luz.

Se existe um céu e um inferno, onde estariam?

Por que existem tantas dimensões ou planos de existência diferentes? Para que são todos eles? Avançamos as dimensões se nossas almas aprendem com nossa experiência de vida? Avançamos as dimensões se nos tornarmos mais amorosos, pacíficos, gentis e espirituais, e se nos tornarmos mais odiosos, irritados, insatisfeitos e cruéis, nos movemos para baixo?

A vida é uma enorme curva de aprendizado para todos nós? Estamos aqui para aprender a expandir nossas mentes e, por sua vez, expandir o universo? Estamos aqui para aprender a se tornar mais compreensivos para com os outros?

Cada pessoa tem suas próprias experiências de vida individuais, cada pessoa individualmente aprende a lidar com essas experiências de forma positiva ou negativa. Elas podem escolher qual caminho tomar, podem tornar-se difíceis, indiferentes ou gentis e amorosos. Depende de como suas almas vêem a experiência.

Talvez depois de muitas experiências traumáticas seja difícil ficar positivo e, no entanto, algumas almas que tiveram vidas terríveis podem ficar positivas, e algumas almas que tiveram vidas privilegiadas podem se tornar negativas.

Isto está em nossa forma física ou nossa natureza espiritual? Algumas almas são mais antigas e mais sábias do que outras? As almas jovens são mais negativas? Talvez não tenha nada a ver com a idade da alma.

Talvez é somente assim que as coisas são. É apenas a nossa perspectiva particular. Talvez o universo precise olhar para a existência a partir de todos os lados e todos os pontos de vista, para assim entender tudo?

Estamos todos em uma jornada, todos caminhamos por um caminho, alguns de nós estão mais adiante e alguns de nós estão mais atrasados. Alguns de nós nos desviamos e perdemos o caminho por um tempo. Eventualmente, todos vamos acabar no mesmo lugar, podendo levar mais tempo para alguns.

Estando no céu ou em uma dimensão superior, onde quer que estejamos, tenho certeza de que nossas almas continuam, elas continuam aprendendo, crescendo. Não faz sentido para mim passar por essa vida e aprender tanto, experimentar tanto, para que ela termine na morte da alma.

O universo é infinito, é incrível, nossa Terra, nosso sistema solar, nossa galáxia, é uma realidade tão bizarra e maravilhosa. Creio que há ainda mais maravilhas e experiências que nos esperam quando nossa forma física morre e nossas almas continuam suas jornadas.

Somos todos únicos, especiais à nossa maneira. Todos nós vemos a vida de diferentes ângulos, todos nós temos diferentes sentimentos, respostas. Todos lidamos com a vida de nossa maneira. Aprendendo o tempo todo.

Aprendemos muito em nossas curtas vidas, seria um desperdício se todo esse conhecimento se deteriorasse junto com nossos corpos.

Há uma coisa que é certa: um dia, todos descobriremos o que acontece. Até aquele dia, podemos apenas nos perguntar sobre a nossa existência.

(Fonte)


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)