Homem “dirige” de Nova Iorque até Washington DC sem encostar as mãos no volante

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

 

piloto automático

Este é advento do verdadeiro piloto automático para automóveis.

A tecnologia futurista de auto-condução não é restrita apenas aos veículos incríveis de Elon Musk. Outros fabricantes, como a GM, estão trabalhando nisso também. E com o novo recurso do Cadillac CT6 2018 chamado “Super Cruise” (Super Cruzeiro), parece que a verdadeira auto-condução já chegou.

Ou seja, volante livre das mãos – um verdadeiro piloto automático.

Sim, Tesla tem um recurso de piloto automático, mas ele ainda requer que você mantenha as mãos no volante (principalmente para fins de segurança), mas o Super Cruise faz todo o trabalho para você. Então você pode ir para a estrada, ligar o recurso e relaxar.

Parece bom demais para ser verdade, mas de acordo com o artigo no Mashable, por Michael Nuñez, não é. Ele foi levado pelo carro de Manhattan, na cidade de Nova Iorque, até Washington D.C., e a viagem de quatro horas lhe revelou que o Super Cruise não é só bom, é excelente.

A sofisticada tecnologia emprega GPS, sensores de radar e câmeras para encontrar algo chamado de “Linha azul”. Engenheiros mapearam uns 257.000 quilômetros para encontrarem esta “linha azul”, que basicamente funciona como uma trilha invisível para a tecnologia do carro encontrar e seguir, transformando-o em um trem num trilho invisível.

Todo este incrível futurismo é ativado simplesmente por um botão verde do Super Cruise, enquanto você está no controle de cruzeiro. A luz verde na parte superior do volante acende, e o carro faz todo o trabalho para você.

Nuñez, diz que o carro parava e reiniciava no trânsito perfeitamente, mesmo quando tudo ficou realmente congestionado. Durante o curso de sua jornada de 4 horas para a capital dos EUA, ele ficou cada vez mais confortável o suficiente para permitir que o carro fizesse sozinho o que deveria. E a transição entre auto-condução e modo manual de condução foi perfeita.

Para Nuñez, o Super Cruiser basicamente o levou para Washington com uma mínima interferência de sua parte. Então, sim, cair no sono durante a viagem, ou escrever o próximo grande romance pode ser interrompido pelo veículo pedindo sua interseção. Contudo, o fato de estarmos prestes a termos automação perfeita e sendo capazes de viajar quase completamente sem encostarmos nossas mãos no volante é muito emocionante.

O que falta agora é que os automóveis voem.

(Fonte das informações)


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)