Homem é saudado como herói na China após doação rara de órgãos salvar cinco vidas

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

herói na China após doação rara de órgãos

Phillip Hancock. Foto: Peter Hancock

Phillip Hancock tinha apenas 27 anos quando faleceu há dois meses – mas a morte do jovem misericordioso fez história em Chongqing, na China.

Phillip trabalhava como professor de inglês há quatro anos, até adoecer de complicações com diabetes tipo 1.

Quando ele foi levado para o hospital em uma ambulância, seu coração parou de bater temporariamente. Quando a família chegou, ele entrou em coma e morreu.

Embora isso possa parecer uma tragédia bastante comum, havia algo notável sobre a morte do australiano, porque ele era um doador de órgãos.

Não apenas um doador, ele se tornou o primeiro doador estrangeiro na história da cidade e apenas o sétimo doador estrangeiro na China – e sua história pode inspirar mais chineses a repensar seus desejos de final de vida.

O pai de Phillip, Peter, disse à BBC:

Ele sempre pensou que se estivesse nessa situação, ele gostaria que seus órgãos fossem doados – o que quer que eles pudessem levar – para que ele pudesse ajudar de alguma forma. Ele sempre quis ajudar as pessoas de todas as maneiras possíveis. É por isso que ele queria ser professor.

E ele ajudou; seu fígado e rins foram usados ​​em operações para salvar três vidas e suas córneas restauraram a visão de duas pessoas diferentes.

A doação também foi significativa porque a doação de órgãos é muito rara na China, devido à crença cultural de que o corpo de uma pessoa deve permanecer intacto após a morte. A BBC diz que essa mentalidade, em comparação com um mal-entendido geral sobre o processo de doação de órgãos, é parte da razão pela qual a China tem uma das taxas mais baixas de doação de órgãos do mundo.

Então, quando a história de Phillip atingiu as redes sociais, ela tocou os corações de muitos e inspirou os usuários a chamá-lo de ‘herói’ e um ‘anjo’ que ‘viverá’ através das pessoas que ele salvou.

Pode-se até mesmo ter esperanças de que sua história inspire os outros a mudarem seus pensamentos sobre doação de órgãos no futuro.

Compartilhe a história inspiradora com seus amigos!

(Fonte)


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)