Moedas de R$1 das Olimpíadas podem valer mais que isso

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

Devido aos Jogos Olímpicos do Rio, a procura pelas moedas comemorativas aumentou bastante e seus valores podem acabar sendo bem maiores do que os de face (valor estampado na moeda).

Foram 16 os modelos de moeda de R$ 1 lançados pelo Banco Central para as Olimpíadas, que foram colocadas em circulação normal.  Elas são feitas em aço, com desenhos de modalidades esportivas e de mascotes dos Jogos.

Foi autorizado pelo Banco Central a fabricação de 20 milhões de cada modelo, e embora pareça bastante, alguns colecionadores estão tendo dificuldades para colocarem suas mãos em uma delas.

moedas-da-copa

Normalmente o preço de moedas colecionáveis é divulgado em catálogos especializados e seu valor depende da tiragem e da raridade.

De acordo com o site economia.uol.com.br, Edivan de Oliveira Lima, diretor de divulgação da Sociedade Numismática Brasileira, que reúne estudiosos e colecionadores de moedas, disse:  “Essas moedas [de R$ 1] das Olimpíadas não estão seguindo o catálogo”.

As moedas lançadas antes do 1º e 2º lotes, em 2014, são mais valorizadas porque já são mais difíceis de serem encontradas. Segundo os especialistas consultados pela UOL, os preços variavam entre R$ 5 e R$ 10 em 29 de julho passado, e os valores podem mudar rapidamente.

Ainda de acordo com a UOL, os modelos lançados depois valem R$ 3, em média.

As moedas do 1º lote valem, em média, R$ 3.  Estas têm imagens de atletismo, natação, paratriatlo e golfe. As do 2º têm imagens de basquete, rúgbi, vela e paracanoagem.

As moedas comemorativas são vendidas pela Casa da Moeda e do Banco do Brasil, numa embalagem para colecionadores.  Hoje elas custam R$ 13 a individual e R$ 45 a cartela com quatro.

Contudo, os preços devem cair após os jogos.

eak

Fonteeconomia.uol.com.br

Termos recentes de pesquisa:


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)