O drone iraniano que pode salvar vidas

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

Recentemente entramos na era dos drones, também conhecidos como quadricópteros (quando possuem quatro hélices), os quais se tornaram quase que uma febre mundial para aqueles que possuem os meios financeiros para adquirí-los.

Contudo, estes aparelhos são geralmente associados à recreação, ou até mesmo à espionagem ou ao uso militar (inclusive sendo utilizado para matar pessoas).

Mas há um outro exemplo de uso desse drones, que pode salvar vidas.  Esse exemplo vem de um grupo de jovens engenheiro do Irã, cujo conhecimento robótico foi colocado para trabalhar no desenvolvimento de uma alternativa mais ágil para os guarda-vidas ao longo da costa do Mar Cáspio, onde mais de mil pessoas morrem afogadas todos os anos.

Sua companhia, com base em Teerã, RTS Labs, fez uma demonstração de um drone que pode voar de forma muito rápida até o banhista em apuros e deixar cair até três boias para que ele possa se agarrar. Numa simulação do resgate de um banhista em apuros, o salva-vidas humano levou 91 segundos para chegar até a vítima, enquanto que o drone somente 22 segundos.

Os drones podem coletar a energia solar quando não estão sendo utilizados e usar câmeras infravermelhas e luzes para localizar as pessoas em apuros durante a noite.  Eles podem ser controlados através de um rádio de controle remoto e também seguir uma rota através do posicionamento por GPS.  E no final da missão, eles podem retornar à base sem a necessidade de intervenção humana.  Seu alcance é de 4,5 quilômetros de raio, de acordo com Amin Rigi, diretor do RTS Lab.

A equipe também está desenvolvendo um outro modelo para ajudar a limpar os derramamentos de petróleo no mar.

Veja abaixo o vídeo do drone em ação:

Vídeo viaMotherboard

EAK


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)