O homem que pedalou da Índia até a Suécia, por amor

Compartilhe com as pessoas queridas:

O homem que pedalou da Índia até a Suécia, por amor

A incrível história de amor, de um homem que pedalou 11.000 quilômetros para se reunir com sua esposa, ganhou um prêmio de livro.

O Dr. Pradyumna Kumar Mahanandia viajou por oito países ao longo de cinco meses, em 1975, para ver Charlotte Von Schedvin novamente.

Os dois se conheceram em sua terra natal, a Índia, depois que ela viajou de Londres para ter seu retrato pintado por ele quando ela tinha 19 anos.

Pradyumna Kumar Mahanandia e Charlotte Von Schedvin (Foto: Facebook)

“É ótimo porque lembra as pessoas sobre o amor”, disse Charlotte, agora com 62 anos, depois que ganhou um prêmio com o marido no Edward Stanford Travel Writing Awards.

Ela acrescentou: “Temos que ser lembrados especialmente por causa do tempo em que estamos vivendo.”

Seu romance foi transformado em um livro do autor Per J. Andersson chamado “The Amazing Story of the Man Who Cycled from India to Europe for Love” (A incrível história do homem que pedalou da Índia para a Europa por amor).

“Lotta” von Schedvin e Pradyumna Kumar Mahanandia em Boras, Suécia

O Dr. Mahanandia, 67 anos, tornou-se um artista popular enquanto estudava na Faculdade de Artes em Nova Delhi, apesar de ser discriminado porque era de uma casta “intocável” e também pobre.

O Dr. Mahanandia viajou pelo Afeganistão, Irã, Turquia, Bulgária, Iugoslávia, Alemanha, Áustria e Dinamarca para ver sua esposa, depois que ela voltou para casa em Gotemburgo, na Suécia.

Autor Per J Andersson (2ª da esquerda) posa com o casal (Foto: MLR Photo)

Eles foram separados por três anos, mas ele recusou a oferta de uma passagem, porque ele era muito orgulhoso e queria fazer o seu próprio caminho até lá.

O pintor, que comprou uma bicicleta barata depois de vender seus pertences, acrescentou:

O mundo e a humanidade só podem sobreviver através do amor.

Foi uma audiência brilhante e somos gratos à equipe One World (editora).

Outra foto feliz do casal (Foto: Facebook)

“Lotta” von Schedvin achou que o livro também teve sucesso porque o casal era de origens diferentes e isso intrigava as pessoas.

Ela disse:

Amor conquista tudo. É hora de perdoar. Temos que nos lembrar de nossa humanidade.

O livro, que ganhou o prêmio Marco Polo Outstanding General Travel Themed Book of the Year, foi um sucesso em todo o mundo e está disponível em 15 idiomas.

O casal, que se casou há 40 anos, também estava animado com uma possível versão cinematográfica de seu livro.

Eles se encontraram com cineastas britânicos e também conversaram com pessoas em Hollywood.

Eles disseram que seus dois filhos estavam lidando com os direitos do filme.

O Dr. PK Mahanandia também está apoiando uma campanha para conseguir 10.000 voluntários para narrar uma história baseada em sua vida.

Ele espera alcançar um milhão de crianças de comunidades negligenciadas na Índia.

(Fonte)

O que o amor não faz?

Termos recentes de pesquisa:


Compartilhe com as pessoas queridas: