O primeiro computador “portátil” pesava 20 toneladas

O primeiro computador "portátil" pesava 20 toneladas

Trailer no.1 de 2 do primeiro computador “portátil”.

Os primeiros computadores eletromecânicos ocupavam edifícios inteiros, tornando-os bastante desajeitados. Na década de 1950, um esforço para criar um computador ‘portátil’, chamado DYSEAC, deu frutos na forma de um computador sobre rodas que poderiam ser realocado, desde que você tivesse a logística de caminhões para mover dois trailers com um peso combinado de 20 toneladas.

O DYSEAC tem uma história fascinante que foi capturada em histórias orais do Computer History Museum, que coletou as lembranças de Henrietta Lenier sobre o trabalho de seu marido Alan no sistema, criado pelo National Bureau of Standards para uso do US Army Signal Corps.

Ernie Smith traça a história do DYSEAC e seus sucessores cada vez mais portáteis, como o RECOMP (1958, 90 Kg) e o SCAMP (1973, 22 Kg).

…Dito isto, ele foi incrivelmente limitado pelos padrões modernos. Por um lado, ele só poderia manter 512 palavras em seu armazenamento. Inicialmente contando com um número relativamente pequeno de tubos de vácuo (válvulas), só podia inicialmente manusear 11 tipos de instruções, e tinha um gabinete de memória de 1,5 metros de largura e 2.10 de altura. (O computador em si, embora pequeno para sua época, era ainda muito maior.) Não era uma máquina que pudesse ser facilmente transportada na estrada. Mas, apesar disso, foi um enorme avanço na computação e foi usado, entre outras coisas, no primeiro dispositivo de foto-digitalização usado em um computador.

O DysEAC, concebido na época em que o SEAC estava em fase de conclusão, usou a máquina anterior como um ponto de partida. Um documento de 1951 sobre o projeto do DYSEAC, escrito por Alan Leiner, explicou em detalhes as semelhanças e diferenças esperadas entre os dispositivos. O DYSEAC, que entraria em funcionamento por volta de 1954, compartilhava algumas decisões de projeto com a máquina mais antiga, mas tinha um leque mais amplo de funções.

“Dos 16 tipos de operações realizadas pelo DYSEAC, cinco eram os mesmos do SEAC; cinco tipos representam variações ou expansões de suas contrapartes no SEAC e seis são totalmente novos ou completamente revisados”, escreveu Leiner, citando um exemplo.

(Fonte)

E você aí achando que o seu computador portátil é muito grande, não é mesmo?

Compartilhe com as pessoas queridas: