Ondas sonoras poderão mitigar a ação de tsunamis

Compartilhe com amigos! Obrigado

Tsunamis devastadores poderão ser parados antes de atingirem as praias, utilizando ondas de som nas profundezas do oceano, apontadas à massa de água, propõem nova pesquisa.

O Dr. Usama Kadri, da Escola de Matemática da Universidade de Cardiff, no Reino Unido, acredita que vidas poderão ser salvas através do uso de ondas gravitacionais acústicas (sigla AGW, em inglês), contra os tsunamis que são disparados por terremotos, deslizamentos de terra e outros eventos geológicos violentos.

AGWs são ondas de som que ocorrem naturalmente nas profundezas dos oceanos, viajando na velocidade do som, e podem percorrer milhares de metros abaixo da superfície.

tsunamis

Estas ondas podem ter dezenas e até mesmo centenas de quilômetros de comprimento, e acredita-se que certas formas de vida, tais como plâncton, que são incapazes de nadar contra a corrente, dependem dessas ondas para auxiliar seu movimento, aumentando sua habilidade de encontrar alimento.

Num trabalho publicado no periódico Heliyon, o Dr. Kadri propõem que, se pudermos encontrar uma forma de fabricar estas ondas, elas poderão ser disparadas contra um tsunami que se aproxima e irão reagir com a onda de tal forma que reduzirá sua amplitude, ou altura, e fará com que sua energia seja dissipada sobre uma grande área.

Quando o tsunami atingir a costa, escreve o Dr. Kadri, a altura reduzida dele minimizará o dano causado, tanto para a população, quanto para o meio-ambiente.

O Dr. Kadri também acredita que este processo de disparar AGWs contra um tsunami poderia ser repetido continuamente, até que o tsunami se disperse por completo.

Ele diz:

Dentro das últimas duas décadas, tsunamis têm sido responsáveis pela perda de milhões de vidas, destruição ampla, efeitos ambientais profundos e crise financeira global.  Até agora, pouca atenção foi dada para tentar mitigar os tsunamis, e o potencial das ondas gravitacionais-acústicas permanecem inexploradas.

O tsunami devastador que foi gerado no Oceano Índico em 2004, após um terremoto de magnitude 9, foi registrado como um dos desastres naturais mais mortais na história recente. A energia liberada na superfície da Terra pelo terremoto e o subsequente tsunami foi estimada em algo equivalente a mais de 1.500 bombas atômicas de Hiroshima.

Para usar as AGWs para mitigação de tsunamis, os engenheiros primeiramente precisam desenvolver transmissores ou moduladores de frequência AGW altamente precisos, o que o Dr. Kadri reconhece ser algo muito desafiador.

Também pode ser possível a utilização de AGWs que são naturalmente gerados nos oceanos, quando ocorre um evento geológico violento, tal como um terremoto, essencialmente utilizando a natureza contra si própria.

O Dr. Kadri já demonstrou que AGWs que naturalmente ocorrem poderiam ser utilizados em sistemas de detecção precoce de tsunami, colocando-se os sistemas de detecção nas profundezas do oceano.

O Dr. Kadri ainda disse:

Na prática, gerar ondas gravitacionais acústicas apropriadas introduz um sério desafio, devido à alta energia requerida para uma interação efetiva com o tsunami. Porém, este estudo forneceu uma prova de conceito de que tsunamis devastadores poderiam ser mitigados através da utilização de ondas gravitacionais acústicas para redistribuir as enormes quantidades de energia dentro da onda, potencialmente salvando vidas e bilhões em prejuízos.

Tomara que logo descubram um método para gerar estas ondas.

eak

Fonte

Termos recentes de pesquisa:


Compartilhe com amigos! Obrigado