Os primeiros violinos imitavam a voz humana, descobriu novo estudo

Os primeiros violinos imitavam a voz humana

Os historiadores da música há muito suspeitam que os inventores do violino queriam imitar a voz humana, e um estudo feito em maio de 2018 mostra como os luteiros do século XVI ao XVIII, na Itália, o faziam.

Pesquisadores da Universidade Nacional do Taiwan pediram a um violinista profissional para tocar 15 instrumentos antigos, inclusive um de 1570 de Andrea Amati, o luteiro do início do século XVI, de Cremony, Itália, considerado o pai do violino moderno de quatro cordas.

Outros participantes do estudo eram da família Stradivarius, concebida por Antonio Stradivari, que melhorou o projeto de Amati.

Primeiro, os pesquisadores registraram escalas nos 15 instrumentos antigos, tocadas por um violinista profissional e gravadas no Museu de Chimei, em Taiwan. Então, eles gravaram as vozes de oito homens e oito mulheres, com idades entre 16 e 30 anos, que cantavam vogais inglesas comuns.

Realizando uma análise acústica completa, eles descobriram que um violino Amati datado de 1570 e um violino de Gasparo da Salo datado de 1560 imitavam os baixos e barítonos de cantores masculinos, “levantando a possibilidade de que violinistas mestres daquele período poderiam ter projetado violinos para imitar vozes masculinas”, disse o relatório.

“Em contraste, os violinos Stradivari foram marcados por formantes elevados, tornando-os relativamente mais semelhantes às vozes femininas”, como os tenores e contraltos, acrescentaram os pesquisadores.

“Essas propriedades podem explicar o brilho característico dos violinos Stradivari.”

Mais informações: Hwan-Ching Tai et al. Acoustic evolution of old Italian violins from Amati to StradivariProceedings of the National Academy of Sciences (2018). www.pnas.org/cgi/doi/10.1073/pnas.1800666115

(Fonte)

Compartilhe com as pessoas queridas: