Cientistas dizem que 43 kg de ouro são escoados pelos esgotos suíços a cada ano

Compartilhe com as pessoas queridas:

ouro

Cientistas suíços descobriram que 43 kg de ouro, no valor de cerca de US$1,8 milhão, estão passando pelas águas residuais da Suíça a cada ano, como primeiramente publicado pela Bloomberg. O ouro é perdido através de lamas e efluentes das usinas de tratamento de resíduos do país, de acordo com um relatório de cientistas do Instituto Federal Suíço de Ciência e Tecnologia Aquáticas. Em média, cerca de 70% do ouro mundial passa pelas refinarias suíças.

Os cientistas observaram que as concentrações encontradas nas águas residuais não representam riscos para o meio ambiente, e a recuperação em larga escala não valeria a pena. Mas eles descobriram que havia alguns lugares onde a recuperação do ouro poderia ser viável, como na região de Ticino, rica em refinarias, onde as concentrações do metal precioso provavelmente eram suficientemente altas para justificar o esforço e o custo de extração.

Além do ouro, também encontraram 3.000 kg de prata perdida nas lamas a cada ano – no valor de cerca de US$1,7 milhão – e concentrações de oligoelementos como o tântalo e o germânio, frequentemente usados ​​nos setores tecnológico e médico. O estudo centrou-se em 64 plantas de tratamento de resíduos em toda a Suíça e afirma ser o primeiro levantamento sistemático de águas residuais para oligoelementos em um país industrializado.

(Fonte)


Compartilhe com as pessoas queridas: