Peruano viraliza nas redes sociais devido à sua assinatura incomum

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

Peruano viraliza nas redes sociais devido à sua assinatura incomum

Um peruano ganhou recentemente seus cinco minutos de fama online, depois que a sua assinatura curiosa se tornou viral nas redes sociais. Em vez do rabisco típico ou apenas um simples ‘X’, esse cara sempre assina seu nome com o desenho infantil de um gatinho.

A assinatura do homem se tornou viral depois que uma foto de seu documento de identidade, ao lado de um documento oficial da polícia, assinado por ele, foi publicado online pela polícia na cidade costeira de Huarmey. Ele, juntamente com outros cinco, foram presos em 18 de julho, sob a acusação de posse de armas, e depois de ser levado para a delegacia de polícia local e assinado na prisão, uma assinatura chamou a atenção dos policiais de plantão. Em vez de um nome ou um simples rabisco, Juan Carlos Varillas Bazán, de 31 anos, desenhou um desenho infantil de um gatinho. Somente depois de verificar sua identificação e ver que ela apresentava o mesmo desenho de uma assinatura, eles perceberam que não estavam sendo zombados, e que essa era realmente a assinatura do cara. Eles acharam hilário, então postaram os documentos na página do Facebook da estação, para todo mundo ver.

Não demorou muito para que o post se tornasse viral em várias redes sociais e as piadas começassem a aparecer. Em breve, até as redes nacionais de notícias publicaram as fotos e algumas até contataram Varillas Bazán, que já havia sido liberado, para perguntar a ele sobre sua assinatura peculiar.

Embora alguns usuários do Facebook e do Twitter brincavam que o homem não sabia escrever, o desenho do gatinho realmente tem uma história comovente por detrás. O peruano de 31 anos disse ao La Republica que aos 16 anos tinha um gatinho que ele amava muito, então quando conseguiu seu primeiro cartão de identificação, decidiu homenagear sua memória assinando seu nome com o agora famoso croqui.

O homem disse aos repórteres que a equipe do Registro Nacional de Identificação e Estado Civil (RENIEC) o aconselhou a escolher uma maneira mais comum de assinar, para evitar problemas no futuro, mas ele apenas ficou com isso. Ele admite que o desenho torna as coisas mais difíceis para ele sempre que precisa assinar um documento importante. Por exemplo, os bancos sempre pedem para ver sua identidade para garantir que as assinaturas coincidam.

Juan Carlos Varillas Bazán está se preparando agora, para processar a delegacia de polícia em Huarmey, por divulgar informações privadas sobre ele, sem primeiro pedir permissão. Ele também alega que ele foi detido sem motivo, já que ele estava apenas levando os cinco homens acusados ​​de porte ilegal de armas.

(Fonte)

“Humm, interessante…”


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)