Polonesa é declarada morta e acorda no mortuário 11 horas depois

Compartilhe com amigos! Obrigado

_78977366_146820113

Uma polonesa, que despendeu 11 horas num gélido necrotério após ter sido declarada morta, retornou à sua família reclamando que estava com frio.

Autoridades disseram que Janina Kolkiewicz, de 91 anos, foi declarada morta após ter sido examinada pelo médico da família.  Porém, a equipe do necrotério notou um movimento no envólucro que estava seu corpo, dentro do refrigerador.  A polícia foi chamada para investigar.

Ao voltar para casa, a Sra. Kolkiewicz se aqueceu com um prato de sopa e duas panquecas.

De acordo com o site do jornal polonês Dziennik Wschodni, sua família e o médico disseram estar chocados.

Na cidade de Ostrow Lubelski, que fica na região oriental da Polônia, a sobrinha chamou o médico após chegar em casa uma manhã e ter encontrado sua tia que parecia não estar respirando e nem ter pulso.  Após examinar a mulher, o médico da família a declarou morta e escreveu a certidão de óbito.

O corpo foi levado para o necrotério e preparação foram feitas para o funeral que seria realizado em dois dias.

“Eu tinha certeza que ela estava morta”, disse o Dr. Wieslawa Czyz ao canal de TVP.  “Eu estou chocado; eu não entendo o que aconteceu.  Seu coração tinha parado de bater, e ela não mais estava respirando”, disse o Dr. Czyz.

Porém, a equipe do necrotério telefonou algumas horas mais tarde para reportar que a mulher ainda não estava morta, disse sua sobrinha Dziennik Wschodni.

A certidão de óbito teve que ser declarada inválida, relatou o jornal.

A Sra. Kolkiewicz disse aos seus parentes que se sentia “normal, bem” após retornar para casa. Aparentemente ela não estava ciente o quão próxima chegou de seu túmulo.

EAK

Fontewww.bbc.com

Termos recentes de pesquisa:


Compartilhe com amigos! Obrigado