Ciência revela como uma visita à praia pode mudar seu cérebro

Compartilhe com amigos! Obrigado

Para muitos, relaxar seria algo como estender a toalha ou uma cadeira confortável numa praia, ou talvez na beira de um lago. Mas se você acha que a atração das pessoas pela água é só uma coincidência, pense novamente. A ciência tem constantemente provado que as pessoas ficam mais felizes e saudáveis quando estão  próximas da água, seja num oceano, num lago, num rio, ou até mesmo numa banheira.

Nossas mentes são envidas para um espaço quase hipnótico e relaxante, graças aos odores e sons da água. Os pesquisadores se referem a isto como o “espaço azul”.

Veja o que uma visita à praia, ou qualquer outro corpo d’água pode fazer por você:

1. Pode ajudá-lo a relaxar

Desde os Séculos XVIII e XIX os médicos já eram conhecidos por receitarem visitas à praia para pessoas que sofriam de problemas de saúde mental, mas passar algum tempo perto da água pode ser importante até mesmo hoje. Quando há um constante tumulto vindo das ruas e mesmo do celular em seu bolso, isto pode gerar muito estresse e ansiedade em nossas vidas. Mas como o biólogo marítimo Wallace J. Nichols aponta em seu livro, “quando estamos na água ou perto dela, há um alto grau de previsibilidade, porque é a mesma coisa de um momento ao outro”, e é esta ‘previsibilidade’ que permite aos nossos cérebros relaxarem.

 

2. Pode ajudá-lo a se curar

Olhar para a água não é a única coisa que pode ajudar a melhorar a sua saúde. Engajar em esportes aquáticos também tem um grande efeito. A Operação Surf, por exemplo, usa o esporte do surfing para ajudar jovens em risco, pessoas com doenças terminais ou limitações físicas, e até mesmo veteranos de guerra sofrendo de trauma, a adquirirem uma melhor química cerebral. Como quaisquer formas de exercícios aeróbicos, os esportes aquáticos podem levar à liberação de químicos positivos, tais como endorfinas, os quais reduzem a reação do cérebro ao estresse e ansiedade. Com esportes como o surfing, você combina isto com a beleza do oceano, o desafio de um ambiente em mudança e a adrenalina ativada pelo perigo em potencial.

 

3. Pode torná-lo mais criativo

Ser mais criativo/a pode nos ajudar em quase todas as situações, desde negócios até a arte. Mas, como a maioria das pessoas sabem, não é fácil comandar a criatividade. Porém, isto pode se tornar mais fácil quando se está perto da água. Não é coincidência que as pessoas criativas gravitam em direção à água quando precisam de um refresco mental. A escritora Hilary Mantel toma banhos quando sente sua criatividade bloqueada, enquanto Oliver Sacks vai nadar por longas distâncias. Isto é porque um cérebro relaxado é mais criativo. É claro, seu cérebro pode “amolecer” se você não usá-lo o suficiente, mas ele pode também ficar estressado devido a muita atividade e preso num ‘overdrive’ mental, que finalmente acaba levando à fadiga cognitiva.

 

4. Pode fazer com que você fique mais contectada/o ao mundo (e às pessoas nele)

O benefício à mente que vem de se estar próximo da água não somente aumenta o nosso foco e criatividade, mas também nos permite reconhecer a nós mesmos como parte do Universo. Não é surpreendente que mudar para este modo mental pode aumentar nosso sentimento de conexão e empatia pelos outros.  Incontáveis estudos têm mostrado que aqueles que despendem tempo na natureza se sentem conectados à algo fora deles, e o mesmo ocorre com a água.  Isto nos traz grandes sentimentos de vitalidade, propósito e um estado geral mais positivo.  De fato, num estudo Nichols cita em seu livro ter descoberto que as pessoas que olham cenas na natureza, ou se imaginam completamente imersos nestes ambientes, estavam mais dispostas a doar coisas ao outros.

 

5. Pode tornar você mais feliz

Com estes pontos em mente, não é surpresa que a água pode nos fazer mais feliz. O estado de “felicidade” pode ser difícil de definir, mas há certos neuroquímicos que os pesquisadores associam com isto, e estudos continuam a fornecer evidências de que há uma ligação entre nossa felicidade e o mundo natural. Porém, o que é interessante é que quando estamos próximos da água, estes sentimentos positivos podem aumentar. Os pesquisadores descobriram que, embora os ambientes ‘verdes’ possam ter um efeito positivo na auto estima e no humor, aqueles com água podem produzir melhorias significativamente maiores no bem estar mental.

Então, vamos todos para a praia… pelo menos de vez em quando…

eak

Fonte


Compartilhe com amigos! Obrigado