Ex-prisioneiro de guerra nazista deixa propriedade para cidade da Escócia que foi bondosa para com ele

Compartilhe com amigos! Obrigado

Heinrich Steinmeyer tornou-se prisioneiro de guerra quando serviu como soldado nazista para a Alemanha, na Segunda Guerra Mundial. Porém, durante o período que despendeu como prisioneiro de guerra ele fez amizades que duraram até sua morte, aos 90 anos.

Quando ele tinha 19 anos, Heinrich foi preso no campo em Cultybraggan, Comrie, na Escócia, e ficou impressionado pela bondade demonstrada a ele, apesar de seu sórdido histórico militar. Após o final da guerra ele frequentemente retornava para Comrie, a fim de visitar as pessoas com quem ele fez amizade.

Quando morreu em 2013, ele deixou sua propriedade, que vale US$ 488.000 para a Escócia.heinrich-steinmeyer-comrie-development-trust

A BBC reporta que seu testamento dizia:

Com isto, eu gostaria de expressar minha gratidão às pessoas da Escócia, pela bondade e generosidade que lá recebi durante meu aprisionamento de guerra e após.

A Comrie Development Trust, de acordo com o relatado, teve dificuldades para gerenciar o legado do veterano, devido as complicações com o processamento alemão, mas seu testamento foi alocado para fornecer cuidado aos residentes anciãos que demonstraram sua compaixão para com ele na década de 1940.

Somos todos humanos, independentemente de nossas nacionalidades.

eak

Fonte


Compartilhe com amigos! Obrigado