Islândia é o primeiro país a requerer salários iguais para mulheres

Compartilhe com amigos! Obrigado

A Islândia anunciou na Reunião do Dia Internacional da Mulher, em Nova Iorque, que planejam se tornar o primeiro país no mundo a exigir salários iguais para as mulheres.

A lei, que será reforçada até 2020, requererá que as empresas com mais de 25 funcionários se tornem certificadas como empregadoras com salários igualitários a cada três meses.

Espera-se que a lei receba amplo apoio do parlamento da Islândia, que consiste de metade homens e metade mulheres.

De acordo com um estudo conduzido pela Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) em 2016, a Islândia atualmente foi classificada como a número um para melhores ambientes de trabalho para mulheres, embora a pesquisa mostre que as mulheres ainda recebem de 14 a 18% menos do que os homens.

A Islândia é seguida de perto pela Suécia, Noruega, Finlândia, Polônia e França, respectivamente. Os Estados Unidos ficaram no 20º lugar, que é abaixo da média da OCDE.

O Primeiro Ministro da Islândia, Bjarni Benediktsson, disse na reunião:

Podemos ser o número um no mundo no momento, mas o trabalho ainda não está terminado.

n3m3

Fonte


Compartilhe com amigos! Obrigado