Homem é salvo de ser aberto ao roncar na mesa de biópsia

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

salvo de ser aberto por roncar na mesa de biópsia

Um presidiário de 29 anos foi declarado morto no domingo (7 de janeiro de 2018) na cela de uma prisão nas Astúrias, Espanha, onde estava cumprindo sua sentença. Horas depois, pouco antes da autópsia, Gonzalo Montoya recuperou a consciência e foi transferido para o Hospital Universitário Central das Astúrias (HUCA) em Oviedo.

Até três médicos do centro penitenciário provaram que o prisioneiro Gonzalo Montoya, de 29 anos, não tinha sinais vitais.

Eles colocaram o suposto cadáver em uma bolsa e o transferiram para o Instituto de Medicina Legal de Oviedo, onde os médicos forenses perceberam ruídos e descobriram que ele estava vivo. O “morto” estava roncando!

Fontes próximas do que aconteceu, consideram que poderia ser um caso de catalepsia, em que os sinais vitais da pessoa afetada diminuem sua velocidade tornando-se imperceptíveis.

O homem de 29 anos foi encontrado inconsciente em sua cela no centro penitenciário das Astúrias. Primeiro, ele foi examinado por dois médicos da penitenciária, com uma longa carreira profissional, que certificaram sua morte e, posteriormente, por um terceiro médico forense da comissão judicial.

O “cadáver” foi ordenado para ser removido e foi determinado que a autópsia seria realizada para estabelecer as causas da morte.

No depósito do Instituto de Medicina Legal, em Oviedo, Gonzalo Montoya Jiménez recuperou a consciência.

De acordo com outras fontes, o homem foi salvo em tempo antes da autópsia, porque começou a roncar, mas já teria as marcas pintadas em seu corpo para que fosse aberto pelos médicos da autópsia.

Gonzalo, que estava preso por roubo, toma medicamentos para controlar sintomas de epilepsia, e os funcionários da prisão disseram que ele já estava com uma coloração azul quando o encontraram na cela sem sinais de vida.

Então, mulheres, não reclamem quando seus maridos roncam, pois isso pode salvar a vida deles.

(Fonte 1, Fonte 2)

Termos recentes de pesquisa:


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)