Sapato romano de 2.000 anos é encontrado dentro de poço

Moda geralmente não é a primeira coisa que vem à mente quando as pessoas pensam na Roma Antiga, mas este sapato de 2.000 anos, descoberto na Alemanha, prova o contrário.

sapato romano

Este sapato de 2.000 anos de idade foi encontrado em um poço no antigo forte romano de Saalburg, na Alemanha.

No século XIX, uma fortaleza romana em Saalburg, na Alemanha, foi descoberta e escavada. Agora a fortaleza é um local oficial do Patrimônio Mundial da UNESCO e abriga um museu que contém relíquias romanas que são encontradas no local. Um dos itens mais exclusivos em exibição é um sapato romano de estilo intrincado que, incrivelmente, estava na moda naquela época.

O sapato  foi encontrado em um poço dentro do terreno do forte, mas agora está em exposição no museu de Saalburg, juntamente com outros calçados da Roma Antiga que foram descobertos. Mas o que faz este sapato se destacar do resto são os enfeites intricados que ele possui.

Os antigos romanos – e as mulheres em particular – às vezes exibiam sua riqueza e status na sociedade com os sapatos que usavam. E este sapato certamente transmite uma riqueza e status.

O forte romano reconstruído em Saalburg perto de Bad Homburg vor der Hoehe, Alemanha. T.H. Voigt/ullstein bild via Getty Images

Mas além de calçados dos ricos e poderosos, os romanos são responsáveis ​​por criar o primeiro sapato que envolve completamente o pé. Segundo o site Romans Across Europe:

Havia uma grande variedade de sapatos e sandálias para homens e mulheres. A maioria foi fabricadas como sandálias militares, com uma parte superior unida entre as camadas da sola. Muitos calçados tinham grandes áreas abertas que eram feitas cortando ou perfurando círculos, triângulos, quadrados, ovais, etc. em linhas ou padrões de grade. Outros eram mais fechados, tendo apenas buracos para os cadarços. Alguns sapatos femininos e infantis delicados ainda tinham solas grossas e pregadas.

O sapato de Saalburg tem uma sola mais pesada, o que significa que era para uso externo. Solas mais leves significavam que os sapatos eram usados ​​em ambientes fechados, que eram populares entre os ricos da sociedade. No entanto, este sapato é bem embelezado, o que significa que provavelmente pertenceu a uma mulher rica, pois o fato de ter enfeites mais extravagantes significava que a mulher detinha um certo status na sociedade.

Além de fazer sapatos para os ricos, os romanos antigos tinham vários tipos diferentes de sapatos, e cada par tinha um propósito específico. Além dos sapatos internos e externos, os romanos fabricavam sapatos especificamente para uso teatral, faziam uma bota para chuva, e os senadores também tinham seu próprio estilo exclusivo de sapato.

Um desenho do acampamento do campo militar romano permanente, ao longo das linhas de defesa do norte, em Saalburg, Alemanha. DeAgostini/Getty Images

Embora o forte de Saalburg tenha sido descoberto há algum tempo, os artefatos ainda aparecem durante as missões arqueológicas no local até hoje. O forte foi construído por volta de 90 d.C. na fronteira do Império Romano, e em um determinado momento abrigou 2.000 habitantes dentro do próprio forte, e uma aldeia começou a se formar fora do forte também. O forte permaneceu ativo até 260 d.C., e está sob proteção como Patrimônio da Humanidade desde 2005.

É seguro dizer que este local histórico produziu muitos tesouros arqueológicos, mas poucos parecem ser tão cativantes quanto este antigo sapato romano.

(Fonte)

E quem não gosta de usar um bonito sapato?

Compartilhe com as pessoas queridas: