Sem teto vai para o hospital e a equipe logo percebe que ele não estava sozinho

Funcionários do hospital dão testemunho de algumas das situações mais intensas e dramáticas, salvar e perder vidas é uma ocorrência diária para esses heróis cotidianos.


Cris e suas colegas de trabalho. Crédito: Cris Mamprim

Com uma ocupação tão física e emocionalmente desgastante, deve ser um grande alívio ter momentos de pura e simples alegria como este, compartilhado pela enfermeira brasileira Cris Mamprim.

A cena se desenrolou no Hospital Regional Alto Vale, no sul do estado de Santa Catarina, Brasil. Às 3 horas da manhã de domingo (09/12/2018), Cris estava fazendo suas rondas noturnas quando um sem-teto chamado César foi internado para receber remédios para uma doença em curso. 

No entanto, ela logo percebeu que, embora César estava num lugar difícil naquele momento, a ele não faltavam amigos.

Sem teto vai para o hospital e a equipe logo percebe que ele não estava sozinho
Os amigos fiéis de César. Crédito: Cris Mamprim

Uma pequena matilha de quatro cães estava na porta do hospital, esperando pacientemente por César, com olhares levemente preocupados enquanto seu humano recebia o tratamento. Cris descobriu que esses filhotes leais são bem cuidados por César, que muitas vezes fica sem uma refeição para se certificar de que seus amigos peludos tenham comida em suas barrigas. 

Cris disse:

Eles são todos bem cuidados e gordinhos. Ver eles assim, esperando na porta, só mostra o quanto eles são cuidados e amados.

Quando César começou a se recuperar, a equipe convidou os cães para que pudessem estar ao seu lado. A equipe lhe ofereceu uma refeição, que ele, é claro, compartilhou com seus amigos.

Cris disse:

Acredite em mim, ele comeu um pouco e deixou de lado um pouco para dar aos cachorros mais tarde.

Logo depois, César estava livre para ir de volta à sua luta diária pela sobrevivência nas ruas. No entanto, ele não está sozinho. O amor recíproco e o cuidado que ele compartilha com seus companheiros caninos certamente ajudarão a mantê-los seguros, e serão um exemplo reconfortante de bondade duradoura em um mundo implacável.

(Fonte)

Veja abaixo o que Cris escreveu em sua conta no Facebook:

A índole de uma pessoa não tem nada a ver com sua classe social ou poder aquisitivo. Quando a pessoa é boa, ela simplesmente o é.

Compartilhe com as pessoas queridas: