Ele pagou pelo café para o carro atrás dele e seu ato de bondade salvou a vida de alguém

Compartilhe com amigos! Obrigado

Os atos de bondade inesperados são raros, mas não são inéditos, especialmente entre os canadenses, que são conhecidos por serem bastante amigáveis. Mas, geralmente, a única vez que você pode conseguir que alguém pague pela sua refeição é se você está num encontro amoroso, casado ou se você é um filho e seus pais estão pagando. Mas, quando Glen Oliver, dirigiu-se até a janela do drive-thru em uma lanchonete Tim Horton’s, ele decidiu fazer novamente, algo que frequentemente fazia, que era pagar pelo pedido do motorista atrás dele. A única coisa é que ele não tinha ideia do quanto seu ato de generosidade significou para aquela pessoa, naquele dia.

Imagine, ter um dia ruim, enquanto se dirige a uma lanchonete local para esperar que o dia melhore.

O ato de bondade aconteceu em julho de 2017, em uma lanchonete Tim Horton’s em Pickering, Ontário, Canadá. E quando o colunista Ian McMillan, da Pickering News Advertiser, recebeu uma carta descrevendo o que aconteceu, ele publicou a história.

seu ato de bondade salvou a vida de alguém

Chris Young / THE CANADIAN PRESS

Depois de fazer seu pedido, Glen Oliver de Pickering, dirigiu-se ao drive-thru para pegar seu pedido.

Glen costumava pagar para o motorista atrás dele, quando frequentava a lanchonete local. Mas ele não sabia exatamente quanta diferença ele fez para aquela pessoa que passava por um momento muito difícil.

globalnews.ca

 

Quando McMillan recebeu a carta anônima, ele sentiu pela pessoa que a escreveu.

Ela mencionava que a pessoa estava “numa situação ruim em julho” e que “pretendia tirar sua vida. Dezoito de julho seria seu último dia”. McMillan também observou que o escritor disse que pretendia “acabar com tudo em casa, em seu próprio pequeno ritual”.

globalnews.ca

 

O escritor anônimo lembrou como a moça do drive-thru informou que seu café estava pago.

A moça disse que o homem no SUV, também conhecido como Glen, falou: “tenha um ótimo dia”. A pessoa acrescentou na carta:

Eu me perguntava por que alguém compraria café para um estranho sem motivo. Por que eu? Por que hoje? Se eu fosse religioso, eu tomaria isso como um sinal. Este ato aleatório de bondade foi dirigido para mim neste dia para um propósito.

Glen Oliver salvou a vida de uma pessoa com seu ato de bondade. globalnews.ca

 

O ato de bondade permitiu que o indivíduo fizesse uma mudança e  fizesse um ato amável para outro.

A pessoa que escreveu a carta queria fazer algo agradável e escreveu:

Eu decidi, naquele momento, mudar meus planos para o dia e fazer algo legal para alguém. Acabei ajudando um vizinho a tirar mantimentos de seu carro e entrar na casa.

globalnews.ca

A carta também tinha uma mensagem para Glen, o qual ele não sabia quem era na época.

Ele ainda escreveu na carta:

Obrigado do fundo do meu coração, e sei que seu gesto amável realmente salvou uma vida … Em 18 de julho de 2017, eu não só tive um ótimo dia, tive o melhor dia!’

Então, o colunista publicou a história e, eventualmente, a esposa de Glen o alertou, e sua identidade como bom samaritano foi conhecida.

globalnews.ca

Glen Oliver, que frequentava o Tim Horton’s em Liverpool e Kingston Road, ficou impressionado.

Ele disse à Global News o que sentiu quando ele leu a coluna:

Fiquei emocionado, deslumbrado – não podia acreditar. É exponencial agora, você sabe? Uma coisa tão pequena e insignificante para a maioria das pessoas, acabou por ser … os planetas se alinham para alguém. Isso apenas mostra que fazer uma coisa boa pode ser um começo.

globalnews.ca

(Fonte)


Compartilhe com amigos! Obrigado