Este vestido ficou mergulhado no Mar Morto por 3 meses. Veja o resultado…

Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)

vestido ficou mergulhado no Mar Morto por 3 meses

A artista israelense, Sigalit Landau, tem uma reverência especial pelo Mar Morto. De sua casa de infância em uma colina em Jerusalém, ela olhava para as margens do norte das águas salgadas, e sua família visitava suas praias nos finais de semana. Sua influência agora filtra através de seu trabalho criativo como meio e material – tanto literal quanto simbólico dos reinos surreal e espiritual.

Ela explica:

É como encontrar um sistema de um tempo diferente, uma lógica diferente, outro planeta.

Seu mais recente projeto, uma série de fotos de oito partes chamada Salt Bride (Noiva de Sal), representa uma colaboração singularmente cativante com o misticismo inerente à química do lago amado. Landau submergiu um vestido preto em suas águas em 2014 e retornou várias vezes ao longo de três meses para capturar suas transformações induzidas pela salinidade, enquanto os cristais cintilantes gradualmente conquistavam o tecido escuro.

Para Landau, o vestido logo apareceu “como neve, como açúcar, como o abraço da morte” – linguagem poética para descrever um efeito que se manifesta como delicadamente mágico, apesar de sua gênese terrena.

O conceito foi inspirado na peça de 1916 de S. Ansky intitulada The Dybbuk, na qual uma jovem hassídica é possuída pelo espírito de um amante falecido, apesar de estar noiva de um membro de uma família rica. A história é rica em romance e feitiçaria, onde Landau pretendeu imitá-la.

A peça original da Noiva de Sal é uma réplica da usada na produção dramática dos anos 1920, enquanto o sal simboliza essa força sobrenatural, enfeitiçando o tecido preto na nova aparência de um vestido de noiva branco. O processo fotográfico, também, permanece como uma metáfora: assim como a peça tinha que ser imersa para sofrer sua metamorfose, cada imagem impressa era necessariamente desenvolvida por emulsão líquida.

Veja a progressão do resultado nas sequências de fotos abaixo:

(Fonte)

Por mais estranho que possa parecer, é arte!

 


Compartilhe com amigo(a)s! Obrigado. :)