Vozes alucinatórias acertam ao diagnosticar mulher com tumor cerebral

Compartilhe com amigos! Obrigado

Vozes alucinatórias acertam ao diagnosticar mulher

Este caso aconteceu já há algum tempo, mas é interessante o suficiente para ser compartilhado com nossos leitores, pois nos mostra que o cérebro humano tem o potencial para fazer coisas incríveis.

Normalmente, ouvir vozes é um sintoma seguro de doença mental (como a esquizofrenia) … mas isto seria sempre uma coisa ruim? Aqui está uma história que foi recontada pelo consultor psiquiatra, Dr. Ikechukwu Azuonye.

A história começa em 1984, quando uma mulher casada em seus 40 anos foi encaminhada a ele, aparentemente sofrendo de uma doença psiquiátrica. Seus ‘sintomas’ apareceram quando ela estava em casa, em Londres, lendo um livro tranquilamente, e uma voz distinta apareceu em sua cabeça.

“Por favor, não tenha medo”, a voz disse em um tom firme, mas suave. “Eu sei que deve ser chocante para você me ouvir falar assim com você, mas esta é a maneira mais fácil que eu pude encontrar. Minha amiga e eu costumávamos trabalhar no Great Ormond Street Hospital for Children, e gostaríamos de ajudá-la.”

Ela ficou compreensivelmente chocada e inicialmente estava determinada a rejeitar a voz como um devaneio bizarro. Mas a voz se recusou a ir embora e alegou que ela estava fisicamente doente e logo precisaria de ajuda. […]

O Dr. Azuonye diz:

As vozes disseram a ela para entrar e pedir para fazer uma varredura do cérebro. Isto foi aparentemente por duas razões. Ela tinha um tumor no cérebro e o tronco cerebral estava inflamado.

Como as vozes lhe haviam dito coisas no passado que se revelaram verdadeiras, ela acreditou nelas quando disseram que ela tinha um tumor. Pedi uma tomografia cerebral.

Acontece que o diagnóstico feito pelas vozes estava correto. Curiosamente, diz o Dr. Azuonye, ​​não havia sinais clínicos que alertassem alguém – incluindo o paciente – quanto ao tumor.

O cirurgião sugeriu uma operação imediata para remover o tumor, uma decisão que as vozes concordaram.

O Dr. Azuonye diz:

Elas disseram que preferiam que a operação fosse feita no Hospital Nacional, em Queen Square, Londres, porque se especializavam em doenças neurológicas. Mas como ela já estava no Royal Free Hospital, disseram-lhe para fazer o procedimento lá mesmo porque era urgente.

Após a operação, e quando a mulher recuperou a consciência, as vozes voltaram uma última vez para se despedir:

Tivemos o prazer de tê-la ajudado.

O Dr. Azuonye comenta:

É um milagre. A paciente se considera ajudada por um anjo da guarda.

(Fonte)

Parece uma história inventada, mas após pesquisar na Internet, encontrei mais artigos que atestam à veracidade do fato, como por exemplo, este aqui: https://www.bmj.com/content/315/7123/1685.full

Realmente, o cérebro humano é ainda uma grande e maravilhosa incógnita.


Compartilhe com amigos! Obrigado